Acontece

Notícias

YAMAHA WR450F É CAMPEÃ DO RALLY DOS SERTÕES 2018 NA CATEGORIA SUPER PRODUCTION 27/08/2018

Após 3.613 quilômetros percorridos em sete dias de competição, o piloto da Yamaha Racing, Ricardo Martins, foi o mais rápido em sua categoria e o vice-campeão na classificação geral

Download em PDF

 

FOTO: RICARDO LEIZER

Ao guidão de uma Yamaha WR450F, Ricardo Martins venceu a edição 2018 do Rally dos Sertões na categoria Super Production e conquistou a segunda colocação na classificação geral entre as motos. Foram sete dias de competição em um trajeto bastante duro e desafiador que teve início em Goiânia (GO) e, depois de 3.613 quilômetros percorridos, terminou em Fortaleza (CE) no dia 25 de agosto.

Ricardo Martins, que já havia sido campeão na categoria Marathon no Rally dos Sertões de 2011, se emocionou ao receber a bandeirada final e conquistar seu título inédito na categoria Super Production.

 

FOTO: VINICIUS FERRAZ

"Depois de alguns problemas em anos anteriores, com quedas fortes, e da experiência extrema no Dakar, eu precisava completar este rally. Chegar já é uma vitória, e conquistar o título da Super Production tem um gosto especial! Estou muito feliz com o resultado", exclama Martins.

A consistência foi um dos diferencias de Ricardo Martins na competição, já que durante as sete etapas da disputa, o piloto Yamaha Racing venceu a quinta etapa e nas outras sempre esteve sempre entre os primeiros colocados. Com o resultado conquistado no Rally dos Sertões, o piloto também garantiu o vice-campeonato do Brasileiro de Rally Cross Country 2018, já que as cinco etapas iniciais do Sertões somavam pontos para o campeonato nacional.

Luciano Gomes e Bruno Leles, integrantes do Programa bLU cRU por competirem com motos privadas Yamaha, também completaram a 26ª edição do Rally dos Sertões com suas WR 450F, conquistando respectivamente a 6ª e a 14ª posição.

 

FOTO: RICARDO LEIZER

 

Classificação Geral

1. Tunico Maciel - 27h24min40

2. Ricardo Martins - 27h56min17

3. Gregório Caselani - 28h27min51

4. Mario Marchiori - 29h07min41

5. Tulio Malta - 29h09min14

6. Luciano Gomes - 29h19min25

14. Bruno Leles - 31h04min49

 

Classificação Super Production

1. Ricardo Martins - 27h56min17

2. Gregório Caselani - 28h27min51

3. Wagner Jovenal - 36h15min50

4. Moara Sacilotti - 41h41min34

5. Tiago Fantozzi - 46h09min11

SOBRE A YAMAHA MOTOR DO BRASIL

A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 56 diferentes versões e 27 modelos de motocicletas, 10 modelos WaveRunner (veículos aquáticos), 26 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 340 concessionárias e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade. O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por oito empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda, Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda e a Yamaha Motor do Brasil Logística Ltda. Fazem parte do grupo também as subsidiárias Yamaha Motor Selva del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.

Para mais informações, acesse:

www.yamaha-motor.com.br,  

www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou Instagram/yamahabrasil

Yamaha Media Center:

www.yamaha-motor.com.br/acontece/sala-de-imprensa

AVISO DE FRAUDE

Através de denúncias recebidas em nosso SAC, a YAMAHA tomou conhecimento de que, por intermédio de sites de compra especializados, classificados de jornais e telemarketing, estão sendo oferecidos produtos de nossa marca com condições diferenciadas e valores inferiores aos de mercado.

Esses anúncios consistem na oferta de produtos por supostos funcionários da Yamaha ou por funcionários de supostas empresas parceiras da Yamaha ou, ainda, por terceiros que alegam terem sido premiados com produtos da marca ou terem adquirido os produtos com descontos diretamente na fábrica, a fim de justificar os baixos valores anunciados.

Para dar maior realidade à fraude, esses criminosos falsificam documentos, e-mails, supostos comprovantes de transações bancárias e notas fiscais coma logomarca da YAMAHA e/ou do nome de uma Concessionária da marca, na tentativa de induzir a pessoa interessada na compra a acreditar tratar-se de operação legal.

Para evitar esse tipo de fraude, confirme a veracidade das informações apresentadas no anúncio visitando pessoalmente a concessionária antes de concretizar a compra, e principalmente, antes de efetuar qualquer pagamento, que deverá, necessariamente, ser realizado na conta bancária da concessionária e, nunca, em nome de terceiros, sob qualquer pretexto.

A lista completa das concessionárias autorizadas da marca YAMAHA pode ser consultada no seguinte endereço eletrônico: www.yamaha-motor.com.br

Para mais informações, consulte o nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) pelo telefone (11) 2431-6500, de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 17h30, exceto feriados, ou por e-mail: sac@yamaha-motor.com.br - SAC Consórcio: 0800-774-3233 ou e-mail: sac.consorcio@yamaha-motor.com.br - SAC Banco: 0800-774-8283 ou e-mail: sac.banco@yamaha-motor.com.br - ou ainda o CAS - Atendimento aos portadores de deficiência auditiva ou de fala: 0800-774-1415.

YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
YAMAHA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIO LTDA.
BANCO YAMAHA MOTOR DO BRASIL S.A.
YAMAHA MOTOR DO BRASIL CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

Contratação de consórcio X
Comunicado - 2ª via de boleto
Voltar ao topo