Acontece

Notícias

ROSSI FAZ CORRIDA HERÓICA EM ARAGÃO E VIÑALES FATURA O 4º LUGAR 25/09/2017

Com os resultados do fim de semana na Espanha, a Yamaha mantém suas chances de vitória do campeonato 2017 de MotoGP.

Download em PDF


FOTO: YAMAHA MOTOGP

O Grande Prêmio de MotoGP disputado este fim de semana em Aragão, Espanha, só colaboraram para tornar, ainda mais, Valentino Rossi em um mito da motovelocidade mundial. Frente a especulações que o apontavam como carta fora do baralho na temporada 2017 – em função de seu acidente sofrido enquanto treinava off-road nos arredores de sua cidade natal – o piloto da Yamaha mais uma vez surpreendeu, não só na pilotagem, como na força de vontade e superação. Ainda em processo de recuperação pós operatória realizada em função da fratura dos ossos da tíbia e do perônio, Rossi se submeteu a testes junto a uma liga médica do MotoGP. Tudo para que o piloto, a princípio, recebesse a permissão para apenas participar da 14ª etapa da temporada, correndo o risco inclusive de sequer completar os treinos livres. Contudo, apesar de debilitado, Rossi foi além e conquistou o terceiro lugar no grid de largada. Maverick Viñales, seu companheiro de equipe, não fez por menos, e faturou a pole!

 

FOTO: YAMAHA MOTOGP

Após uma boa largada para ambos, Vinãles sustentou a segunda posição, mas não por muito tempo. Rossi o ultrapassou, trazendo consigo Andrea Dovizioso e Marc Marquez. O espanhol da Equipe Movistar Yamaha voltaria a desenvolver um bom ritmo após a terceira volta da corrida; Foi quando ele tirou a diferença existente entre ele os rivais a sua frente. Nas seis voltas finais, tomou o quinto lugar de Dovizioso e logo depois assumiu o quarto lugar de Rossi... Mas não sem a resistência do The Doctor, que apesar de lesionado, não entregou com facilidade a sua posição.

A disputa entre os dois pilotos oficiais da Yamaha levou os fãs da marca ao delírio. A três voltas do final, Viñales enfim conseguiu passar o nove vezes Campeão do Mundo, mas sua diferença para o top-3 da corrida era grande demais para ele pudesse ultrapassá-los. Dessa forma, Vinãles cruzou a linha de chegada em quarto lugar, a 5,255 segundos do primeiro.

Segundo Viñales, “O pneu duro funcionou bem, mas não o suficiente. Para as próximas corridas, teremos que trabalhar ainda mais na sexta-feira. É importante continuarmos nos esforçando, trabalhando e mantendo nossa motivação alta. Temos que trabalhar ainda mais e, embora seja difícil, iremos para o Japão para melhorar e tentaremos ser mais fortes”.


FOTO: YAMAHA MOTOGP

Para Rossi o fim de semana superou as espectativas. Ele cruzou a linha de chegada em quinto, mas frente torcida que o ovacionou em seu dolorido regresso ao MotoGP pós acidente, a impressão que se teve é de que ele foi o grande vitorioso.

Apesar da difícil largada, Rossi manteve o terceiro lugar no início da prova. Ao perceber as intenções de Jorge Lorenzo em tentar se distanciar o máximo possível, o piloto italiano não perdeu tempo e passou seu colega de equipe. Neste momento ele estabeleceu a volta mais rápida até então, – com 1'49.334s –, logo acabando com o espaço que havia entre ele e o líder.

Apesar da lesão na perna, Rossi imprimiu um forte ritmo, chegando a ameaçar a liderança de Jorge Lorenzo. Contudo, a 11 voltas do final, a fadiga fez com que o piloto do número 46 perdesse o ritmo, permitindo que Marquez e Dani Pedrosa o passassem.

Rossi bem que lutou duro com seu companheiro de equipe pela quarta posição, mas levou a bandeira quadriculada no quinto lugar, a 5.882s da frente.o vencedor.


FOTO: YAMAHA MOTOGP

“Estou bastante orgulhoso, porque há uma semana eu não sabia se eu poderia correr. Conseguir largar na primeira fila já foi ótimo, fiquei muito feliz. Eu sabia que ia sofrer na segunda metade da corrida. Tive um pouco de dor e também sofri com a degradação do pneu. O trabalho continua após essa corrida. O calendário será bom para mim, tenho duas semanas completas para treinar e melhorar a condição da minha perna. Depois disso, teremos o GP de Motegi, que será muito importante, e três corridas seguidas. Isso será muito difícil para a minha perna, então eu quero tentar chegar em Motegi - talvez não em 100% -, mas ainda mais combativo”.

Com o resultado do fim de semana, Viñales permanece em terceiro lugar no campeonato com 196 pontos, a 28 do topo da classificação. Apesar de seu heróico retorno, Rossi caiu uma posição, ficando agora em quinto no ranking, com 168 pontos.

No Campeonato de Construtores, a Yamaha está em segundo lugar com uma margem de 17 pontos para o primeiro, enquanto a Movistar Yamaha MotoGP Team precisará de 30 pontos para a liderança do Campeonato de Equipes.

Em três semana a Yamaha Factory Racing Team viajará para a Ásia para disputar a 15 etapa da temporada 2017 do MotoGP, no Motul Grand Prix do Japão, que acontecerá no circuíto de Twin Ring Motegi.

Sobre a Yamaha Motor do Brasil

A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 26 modelos de motocicletas, 18 WaveRunner (veículos aquáticos), 21 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 369 concessionárias e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade. O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por oito empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda, Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda e a Yamalog Ltda. Fazem parte do grupo também às filiais Yamaha Motor del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.

Para mais informações, acesse:

www.yamaha-motor.com.br ,

www.facebook.com/yamahamotorbrasil  ou Instagram/yamahabrasil  

AVISO DE FRAUDE

Através de denúncias recebidas em nosso SAC, a YAMAHA tomou conhecimento que, através de sites de compra especializado, classificados de jornais e telemarketing, estão sendo oferecidos produtos da nossa marca com valores muito inferiores aos de mercado.

Esses anúncios consistem na oferta de produtos por supostos funcionários da Yamaha que adquirem os produtos com descontos diretamente na fábrica ou por funcionários de supostas empresas parceiras da Yamaha, a fim de justificar os baixos valores anunciados.

Para dar maior realidade à fraude, esses criminosos falsificam notas fiscais com a logomarca da YAMAHA e/ou do nome de uma Concessionária Autorizada Yamaha, na tentativa de induzir a pessoa interessada na compra a acreditar tratar-se de operação legal.

Não obstante, a Yamaha informa que não efetua venda direta ao consumidor e que é vedado aos seus funcionários a aquisição de produtos para fins de comercialização a terceiros. Assim, toda a negociação, venda e entrega de nossos produtos 0km é realizada, exclusivamente, pela rede de concessionárias autorizadas.

Para evitar esse tipo de fraude, confirme a veracidade das informações apresentadas no anúncio visitando pessoalmente a concessionária antes de concretizar a compra, e principalmente, antes de efetuar qualquer pagamento.

A lista completa das concessionárias autorizadas da marca YAMAHA pode ser consultada no seguinte endereço eletrônico: www.yamaha-motor.com.br

Para mais informações, consulte o nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) pelo telefone (11) 2431-6500, de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h e sábado das 8h às 14h, ou por e-mail: sac@yamaha-motor.com.br - SAC Consórcio: 0800-774-3233 ou e-mail: sac.consorcio@yamaha-motor.com.br - SAC Banco: 0800-774-8283 ou e-mail: sac.banco@yamaha-motor.com.br - ou ainda o CAS - Atendimento aos portadores de deficiência auditiva ou de fala: 0800-774-1415

YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
YAMAHA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIO LTDA.
BANCO YAMAHA MOTOR DO BRASIL S.A.
YAMAHA MOTOR DO BRASIL CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

Contratação de consórcio X
Comunicado - 2ª via de boleto
Voltar ao topo
|