Acontece

Notícias

Jean Ramos e sua YZ450F brilham na 5ª etapa do Brasileiro de Motocross 2017 07/11/2017

Paranaense venceu bateria única e Carlos Campano garantiu a manutenção da liderança do campeonato na classe MX1

Download em PDF



FOTO: TIAGO
LOPES

 

Chuva, lama e muita emoção foram a tônica da 5ª etapa do Brasileiro de Motocross 2017, cujo grande vencedor foi Jean Ramos a bordo de sua Yamaha YZ450F.

O evento, que aconteceu no dia 5 de outubro em Tupaciguara, Minas Gerais, sofreu com as fortes chuvas que caíram na região. Tanto que a pista foi quase que completamente destruída. Por este motivo, apenas uma bateria da categoria MX1 e uma da MX2 foram realizadas, com as provas finais sendo canceladas devido às más condições do terreno.

Na principal prova do dia, o piloto Yamaha Geração Monster Energy Jean Ramos deu uma aula de pilotagem na lama com sua YZ450F. O paranaense foi eficiente para manter-se na liderança enquanto muitos pilotos caíram ou pararam, e por conta disso, acabou dando volta até no terceiro colocado.

"Estou feliz com a vitória. É uma motivação para continuar trabalhando para vencer mais vezes e colocar a Yamaha no topo do pódio. Tenho boas experiências em corridas na lama e sempre me sobressaio um pouco. Consegui uma boa largada e mantive um bom ritmo, mas caí na metade da prova... Tive que retomar mantendo a calma e sendo constante. A moto também foi muito bem, estava bem acertada e teve um desempenho muito bom. Foi uma corrida muito mental, de manter a calma, saber poupar, igual na abertura do Arena Cross deste ano (quando Jean também venceu na lama). Vamos seguir trabalhando para vencer mais vezes", declarou o piloto Jean Ramos.

Carlos Campano também fez uma corrida consciente e conquistou o quarto lugar para se manter na liderança do Brasileiro de Motocross 2017 na categoria MX1, aumentando sua vantagem para 7 pontos em relação ao vice-líder. Para o piloto espanhol, "foi um fim de semana muito difícil por causa da chuva. A CBM trabalhou bastante para não ter poeira, mas deu azar pela forte chuva que caiu e tornou a pista impraticável. Acabamos tendo apenas um treino, domingo sequer tivemos Warm-up (treino de aquecimento) e fomos direto para a corrida em uma pista toda encurtada. Larguei mais ou menos, estava em segundo, mas tinha muita lama no radiador e a moto estava esquentando. Segui administrando, estava tranquilo porque os demais estavam muito para trás, mas acabei perdendo potência e parando um pouco antes da bandeirada final. Acabei em quarto porque já tinha dado muitas voltas em outros pilotos. Por fim, foi produtivo porque aumentei um pouco a vantagem para o Jetro. Mas foi uma corrida muito dura, com apenas cinco motos terminando, sendo que todas as motos da MX1 são oficiais. Foi muito difícil, mas estou feliz e vamos tentar ganhar a próxima".

Na categoria MX2, Fabio Santos seguiu a cartilha e garantiu o segundo lugar a bordo de sua YZ250F. Assim, o paulista manteve a vice-liderança do campeonato e ainda diminuiu para 19 pontos sua diferença em relação ao líder da temporada.

"Foi um fim de semana complicado, mas não foi dos piores. Não consegui uma boa largada, mas sabia que teríamos muitos tombos por causa da lama, então resolvi andar redondo, cometer o menor número de erros possíveis, e consegui terminar em segundo mesmo tendo que parar no pit e tendo caído alguns tombos. Agora estou mais perto do líder do campeonato. Espero vencer as próximas etapas para levar meu segundo título brasileiro para casa", disse Fabio Santos confiante.

 

Resultados da 5ª etapa

MX1 - Top 5 das baterias somadas

1. Jean Ramos / 25 pontos

2. Lucas Dunka / 22 pontos

3. Dudu Lima / 20 pontos

4. Carlos Campano / 18 pontos

5. Jetro Salazar / 16 pontos

 

MX2 - Top 5 das baterias somadas

1. Pepê Bueno / 25 pontos

2. Fabio Santos / 22 pontos

3. Caio Lopes / 20 pontos

4. João Ribeiro / 18 pontos

5. Frederico Spganol / 16 pontos

 

Classificação do campeonato

MX1 - Top 5

1. Carlos Campano / 180 pontos

2. Jetro Salazar / 173 pontos

3. Dudu Lima / 149 pontos

4. Paulo Alberto / 140 pontos

5. Jean Ramos / 135 pontos

 

MX2 - Top 5

1. Gustavo Pessoa - 208 pontos

2. Fabio Santos - 189 pontos

3. Pepê Bueno - 177 pontos

4. Caio Lopes - 157 pontos

5. João Ribeiro - 155 pontos

Sobre a Yamaha Motor do Brasil

A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 50 diferentes versões e 28 modelos de motocicletas, 10 WaveRunner (veículos aquáticos), 26 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 400 concessionárias

e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade. O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por oito empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda, Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda e a Yamalog Ltda. Fazem parte do grupo também às filiais Yamaha Motor del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.

Para mais informações, acesse:

www.yamaha-motor.com.br ,

www.facebook.com/yamahamotorbrasil  ou Instagram/yamahabrasil


Yamaha Media Center:

www.yamaha-motor.com.br/acontece/sala-de-imprensa

AVISO DE FRAUDE

Através de denúncias recebidas em nosso SAC, a YAMAHA tomou conhecimento que, através de sites de compra especializado, classificados de jornais e telemarketing, estão sendo oferecidos produtos da nossa marca com valores muito inferiores aos de mercado.

Esses anúncios consistem na oferta de produtos por supostos funcionários da Yamaha que adquirem os produtos com descontos diretamente na fábrica ou por funcionários de supostas empresas parceiras da Yamaha, a fim de justificar os baixos valores anunciados.

Para dar maior realidade à fraude, esses criminosos falsificam notas fiscais com a logomarca da YAMAHA e/ou do nome de uma Concessionária Autorizada Yamaha, na tentativa de induzir a pessoa interessada na compra a acreditar tratar-se de operação legal.

Não obstante, a Yamaha informa que não efetua venda direta ao consumidor e que é vedado aos seus funcionários a aquisição de produtos para fins de comercialização a terceiros. Assim, toda a negociação, venda e entrega de nossos produtos 0km é realizada, exclusivamente, pela rede de concessionárias autorizadas.

Para evitar esse tipo de fraude, confirme a veracidade das informações apresentadas no anúncio visitando pessoalmente a concessionária antes de concretizar a compra, e principalmente, antes de efetuar qualquer pagamento.

A lista completa das concessionárias autorizadas da marca YAMAHA pode ser consultada no seguinte endereço eletrônico: www.yamaha-motor.com.br

Para mais informações, consulte o nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) pelo telefone (11) 2431-6500, de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h e sábado das 8h às 14h, ou por e-mail: sac@yamaha-motor.com.br - SAC Consórcio: 0800-774-3233 ou e-mail: sac.consorcio@yamaha-motor.com.br - SAC Banco: 0800-774-8283 ou e-mail: sac.banco@yamaha-motor.com.br - ou ainda o CAS - Atendimento aos portadores de deficiência auditiva ou de fala: 0800-774-1415

YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
YAMAHA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIO LTDA.
BANCO YAMAHA MOTOR DO BRASIL S.A.
YAMAHA MOTOR DO BRASIL CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

Contratação de consórcio X
Comunicado - 2ª via de boleto
Voltar ao topo
|